fbpx

Economizar nos impostos requer conhecimento da legislação e estratégia para escolher o regime tributário mais adequado para o seu negócio. Para saber como realizar um bom controle da sua carga tributária e gastar menos com o recolhimento de tributos, acompanhe as dicas que separamos para você!Todo empreendedor brasileiro sofre com a alta carga tributário do país. No Brasil existem diversos tipos de tributos destinados às empresas, que envolvem não apenas os impostos, como também as taxas, tarifas e contribuições diversas. Além disso, o empreendedor brasileiro precisa arcar com diversas obrigações acessórias, que da mesma forma consomem recursos do orçamento. Economizar impostos, portanto, não é uma estratégia, mas sim uma necessidade, especialmente para quem quer garantir uma boa saúde financeira à sua empresa.

Economizar nos impostos, no entanto, requer conhecimento da legislação e estratégia para escolher o regime tributário mais adequado para o seu negócio. Para saber como realizar um bom controle da sua carga tributária e gastar menos com o recolhimento de tributos, acompanhe as dicas que separamos para você!

1. Abra sua empresa

Seja por medo, seja por puro desconhecimento, muitos pequenos empreendedores continuam realizando suas funções como pessoa física e recolhendo mais impostos. Se você é um prestador de serviços autônomo e oferece uma RPA (Recibo de Pagamento de Autônomo) aos seus clientes você estará recolhendo mais impostos do que se você optar por abrir uma MEI. Obviamente é necessário avaliar se sua atividade é compatível com o Microempreendedor Individual, porém, ainda que não seja, a carga tributária destinada à pessoa jurídica é geralmente inferior à pessoa física.

Para saber qual o melhor tipo de empresa para a sua atividade ou negócio, não deixe de consultar um contador que pode lhe dar boas orientações de como iniciar o processo de formalização do seu negócio. Para saber o passo a passo para abrir sua empresa, não deixe de dar uma lida nesse post aqui.

2. Opte pelo Simples Nacional

Se a sua empresa fatura anualmente menos do que R$ 3,6 milhões, a tributação via Simples Nacional é a forma mais econômica em termos de carga tributária. Recolhendo os impostos pelo Simples Nacional, o empreendedor consegue reduzir custos em até 40% da sua carga tributária.

A taxa de alíquota varia conforme o tipo de negócio, no entanto, algumas áreas de atuação como educação, fisioterapia, locação de imóveis e seguros possuem descontos na alíquota, que será proporcional ao valor total das folhas de pagamento. Isso significa que para esses empreendimentos, quanto mais empregados contratados, menor será essa taxa.

3. Emita nota fiscal eletrônica

A nota fiscal eletrônica (NF-e) é uma maneira online de se emitir uma nota fiscal, eliminando toda a papelada e os custos envolvidos com impressão. A NF-e pode ser avulsa ou não e, por se tratar de uma forma mais econômica de emissão, por si só já representa uma economia para a empresa.

Além disso, com a NF-e  o empreendedor otimiza o sistema de vendas e evita erros nos cálculos da tributação, o que deixa seu negócio longe de problemas com a Receita Federal e até da aplicação de pesadas multas pelo Fisco. A economia para a emissão da NF-e é indireta, no entanto, pode ser considerada bastante significativa já que o erro no recolhimento dos impostos pode gerar custos altos para a empresa.

4. Faça um planejamento tributário

O planejamento tributário é um estudo técnico realizado por um profissional capacitado que conhece muito bem a legislação e as possibilidades de tributação para o seu negócio. O objetivo dessa análise é avaliar as diferentes formas de tributação e direcionar as ações do empreendedor para que ele possa cumprir com todas as suas obrigações fiscais de forma organizada e inteligente, recolhendo a menor carga tributária possível. Uma das formas de se conseguir esse resultado é através da elisão fiscal. Por meio da elisão, a empresa evita ou posterga a ocorrência de um fato gerador sem ferir a lei. Quando a empresa faz isso, ou seja, adia a ação que enseja o pagamento de tributos, ela consegue utilizar seu próprio fluxo de caixa para ir adequando sua carga fiscal.

O planejamento tributário também analisa casos de isenção ou deduções que podem ser interessantes para a empresa. É o caso por exemplo das empresas que recolhem o Imposto de Renda pelo Lucro Real e podem deduzir gastos através do Programa de Alimentação ao Trabalhador, por exemplo.

Para realizar um bom planejamento fiscal é preciso analisar com profundidade quais são os impostos a serem recolhidos pela empresa, para então, reduzir custos e limitar o recolhimento dos impostos de acordo com as possíveis interpretações da legislação.

5. Opte pela contabilidade online

A contabilidade online já é uma forma bem mais acessível ao empreendedor, já que seus serviços são automatizados e a estrutura muito mais enxuta, proporcionando valores mais baixos ao cliente. Além disso, através da contabilidade online o empreendedor tem acesso à um aplicativo onde ficam incluídas todas as suas informações financeiras que geram também obrigações fiscais. Como o sistema ajuda o empreendedor a se organizar com as contas e obrigações da empresa, as chances de cometer erros e deixar de pagar os impostos é menor. Consequentemente, o empreendedor tem uma economia indireta, já que minimiza sua possibilidade de ter problemas com o Fisco decorrente da falta ou mesmo do recolhimento incorreto dos impostos. Se quiser conhecer os benefícios da contabilidade online, confira este post.

Para economizar nos tributos não existe nenhum tipo de milagre ou mágica. É preciso muita racionalidade e conhecimento para evitar que a empresa se comprometa com o Fisco. Buscar o auxílio de um profissional capacitado é o primeiro passo, já que a legislação e o sistema tributário brasileiro são complexos e demandam conhecimentos específicos para que boas ações sejam realizadas.

Você já considerou realizar o planejamento tributário da sua empresa? Tem dúvidas sobre como esse estudo pode auxiliar na economia de impostos? Já conseguiu de economizar no recolhimento de tributos de forma eficiente? Então comente abaixo e divida suas experiências conosco!

Comentários

Leia mais:
Contabilidade Online
6 razões por que você deveria mudar para a contabilidade online

O mundo está mudando. Provavelmente muitas das suas atividades atuais permitem acesso móvel ou são realizadas por meio de aplicativos....

Fechar