fbpx

Cortar despesas é uma questão difícil para qualquer empresa. Cortes bruscos podem trazer consequências negativas para o ambiente organizacional, afetando a produtividade e a motivação. Por isso, na hora de otimizar os gastos e enxugar o orçamento é necessário estratégia e um bom plano de ação. Além de reconhecer os principais gastos é fundamental saber aquilo que realmente pode ser cortado.

Para ajudar empreendedores nessa tarefa, confira as dicas que separamos sobre despesas que podem ser cortadas a fim de melhorar a saúde financeira do seu negócio. Confira!

1.      Gastos com energia elétrica

A energia elétrica é um dos recursos mais utilizados pelas empresas, consumindo boa parte do orçamento de muitas. Nos últimos anos, os reajustes das tarifas foram severos, obrigando pessoas e negócios a economizarem mais.

Além de criar políticas voltadas à redução do consumo, as empresas devem incentivar e engajar seus colaboradores à economizarem energia. Mais do que recados como “apague as luzes ao sair” ou “desligue o computador”, é essencial usar estratégias que motivem ações positivas.

Uma das técnicas que vem ganhando espaço no mundo corporativo é o chamado “gamification”. Usando a mesma lógica dos jogos, onde ações positivas geram recompensas, empresas vem conseguindo implementar uma nova mentalidade, voltada ao benefício coletivo.

2.      Menos papel, menos impressões

O grande consumo de papel e as excessivas impressões são despesas que costumam passar desapercebidas de muitas empresas. No entanto, elas acabam fazendo o mesmo papel de um pequeno vazamento que, embora pareça irrisório, pode consumir grandes quantidades de dinheiro.

Para determinados tipos de negócios, principalmente os escritórios, o consumo de papel e as impressões podem gerar gastos significativos. Assim, é fundamental fazer uma boa gestão destes recursos. Além da conscientização dos colaboradores, algumas medidas podem ajudar. Incentivar o uso de rascunhos e minimizar os processos manuais é um primeiro passo.

Outra dica é inserir os documentos na nuvem permitindo que vários colaboradores acessem o mesmo documento simultaneamente, evitando a necessidade de novas impressões.

3.      Despesas com telefonemas

Muitas empresas possuem gastos significativos com ligações telefônicas. Porém, hoje existem formas bem mais econômicas e eficientes de se comunicar. Skype, Viber, Messenger e Whatsapp são aplicativos cada vez mais utilizados no mundo corporativo.

Como todos são aplicativos gratuitos, é possível realizar a comunicação gastando menos em telefone e aproveitando mais o uso da internet.

4.      Adote um banco de horas

As horas extras também representam um grande gasto para muitos negócios. Como imprevistos e prazos apertados costumam demandar funcionários além do expediente, muitas vezes é necessário pagar a mais, para que a empresa consiga dar conta da demanda.

No entanto, horas extras custam caro e a melhor forma de controlar esse tipo de despesa é através de um banco de horas.

Essa ferramenta é uma forma de controlar melhor a jornada de trabalho, evitando assim o gasto excessivo com horas extras que poderiam ser evitadas.

5.      Otimize o transporte e as atividades de logística

Algumas empresas contam com uma frota própria de veículos que servem para viabilizar vendas externas ou mesmo a logística de colaboradores para certos serviços. No entanto, esse tipo de comodidade pode sair caro no orçamento, afinal, além do custo com combustível, a empresa deve também arcar com o custo da manutenção.

Hoje já existem inúmeras empresas que realizam a terceirização desse tipo de atividade. Além disso, aplicativos também oferecem serviços específicos para o público corporativo, incluindo soluções tecnológicas para a gestão de transportes.

6.      Reveja os processos seletivos

Tanto contratar quanto demitir funcionários custa caro para qualquer negócio. Sempre que uma empresa decide trazer novos colaboradores para os seus quadros é preciso investir em treinamento e formação. Da mesma forma, quando é necessário demitir um funcionário, é preciso arcar com as verbas trabalhistas decorrentes da rescisão do contrato de trabalho.

Uma alta taxa de rotatividades pode gerar altos gastos e até prejuízos. Assim, é fundamental rever os processos seletivos, contratar apenas quando necessário e considerar a terceirização em determinados casos.

[Já pensou em terceirizar algumas demandas da sua empresa? Entenda como funciona a nova lei da terceirização]

Hoje já existe uma tendência nas empresas de terceirizar todas as atividades que não estão diretamente relacionadas ao core business. O chamado “Business Process Outsourcing (BPO)” nada mais é do que a terceirização de atividades suporte, como gestão de documentos, gestão de impressões, tecnologia da informação entre outras.

Trata-se de uma solução que permite que a empresa gaste menos com contratações e foque-se mais nas atividades principais relacionadas ao negócio.

7.      Renegocie contratos

Muitas empresas acreditam que contratos de longo prazo são uma boa maneira de se fazer negócios com fornecedores. Porém, renegociar periodicamente os contratos, especialmente em um contexto de corte de gastos, pode ser uma excelente maneira de economizar.

Procure sempre identificar quais são os contratos mais onerosos para o seu negócio e desenvolva uma boa argumentação. Em geral, os fornecedores preferem preservar a relação em troca de um bom desconto, em vez de rescindir o contrato. Por isso, em muitos casos, a renegociação é sinônimo de economia no orçamento.

8.      Faça um planejamento tributário

As empresas brasileiras lidam com uma das cargas tributárias mais altas do mundo. Diversos impostos, taxas e contribuições acabam trazendo impactos negativos para inúmeros negócios. Uma das melhores formas de economizar é avaliar se o enquadramento tributário do seu negócio é de fato o mais econômico possível.

Isso pode ser feito através de um planejamento tributário, um estudo feito por profissionais capacitados que permitem com que a empresa otimize sua carga tributária, reduzindo assim os custos do negócio.

[Aprenda 5 maneiras de economizar nos tributos da sua empresa!]

Quando se trata de corte de despesas é fundamental reconhecer quais são os principais gastos e o que pode ser otimizado. Antes mesmo de sair eliminando custos, é fundamental montar um orçamento e um plano de ação. Cortes bruscos prejudicam o clima da empresa, trazendo principalmente insegurança. Por isso, na hora de economizar é fundamental agir de forma estratégica.

Gostou dessas dicas? Então, agora que já sabe quais custos cortar e como, que tal avaliar se a precificação do seu negócio está correta? Saiba como clicando aqui!

Comentários

Leia mais:
contabilidade online startups
Como abrir uma startup: passo a passo com 10 dicas

As startups são empreendimentos inovadores com gestão focada em crescimento rápido. Hoje em dia, estão surgindo muitas empresas do tipo...

Fechar