fbpx

Embora todos saibamos muito bem o que representa o “preço” de alguma coisa, a ação de precificar não é tarefa fácil. Calcular o preço de venda de um produto ou serviço é um verdadeiro desafio, principalmente para proprietários de pequenas empresas.Neste artigo, vamos apresentar algumas estratégias para definição correta desse valor, considerando todos os aspectos envolvidos – dos clientes aos custos e à margem de lucroContinue lendo para tirar todas as suas dúvidas e acertar na precificação!

Embora todos saibamos muito bem o que representa o “preço” de alguma coisa, a ação de precificar não é tarefa fácil. Calcular o preço de venda de um produto ou serviço é um verdadeiro desafio, principalmente para proprietários de pequenas empresas.

Ao tentar definir o valor que será cobrado pelo seu produto ou serviço, não são poucas as dúvidas que podem surgir. Aliás, também são muitos os fatores que precisam ser levados em consideração para calcular o preço de venda.

Neste artigo, vamos apresentar algumas estratégias para definição correta desse valor, considerando todos os aspectos envolvidos – dos clientes aos custos e à margem de lucro.

Continue lendo para tirar todas as suas dúvidas e acertar na precificação!

O que é a precificação?

 

A precificação é uma ferramenta fundamental para empresas de qualquer ramo. É ela que determinará o sucesso ou não das suas vendas e o lucro dos negócios.

Obviamente, somente vender não é suficiente, é preciso lucrar em cima das suas vendas.

Precificar é a ação de tomar a decisão acerca do valor que a sua empresa irá cobrar dos clientes por um determinado produto ou serviço.

Além de ser justo para quem compra, ele deve ser lucrativo para quem vende e estar de acordo com os valores que costumam ser praticados no mercado.

Isso significa que a melhor estratégica para calcular preço de venda é considerar tanto os seus custos de produção ou prestação de um serviço, quanto o comportamento dos seus concorrentes.

Se observar somente os seus gastos sem realizar uma pesquisa de mercado, é possível que seu preço fique muito baixo em relação à concorrência.

Por outro lado, o risco de se basear apenas nela é não pagar nem os custos do seu próprio produto – e não ter lucro nenhum.

Saiba como formar os preços dos seus serviços

Como calcular preço de venda corretamente?

Levando em conta todos os aspectos envolvidos, podemos pensar na precificação como um processo composto por três etapas diferentes: o cálculo dos custos; a análise da concorrência; a compreensão dos clientes e do valor agregado.

Vamos explicar detalhadamente cada uma delas:

  1. Calcule os seus custos

Para calcular preço de venda, em primeiro lugar, é necessário fazer um cálculo de todos os custos envolvidos desde a produção até a venda. Devem fazer parte dessa conta os seguintes itens:

  • Custos: como exemplo, podemos citar matéria-prima e insumos, no caso de uma fábrica; e valor de compra do produto, no caso do comércio. Ou seja, trata-se daquilo que a empresa gasta para produzir ou comprar algo;
  • Despesas variáveis e gastos fixos: tudo aquilo que você gasta para vender – como comissões, impostos e fretes – e para manter o seu negócio precisa entrar nessa conta. Considere também as despesas administrativas – como folha de pagamento, aluguel, internet e outras.
  • Lucro: nessa conta também precisa entrar o lucro almejado, que seria o retorno que você pretende receber em cima daquele produto ou serviço.

Para ilustrar esse cálculo, podemos pensar da seguinte forma: você tem um produto que em termos de custos e despesas saiu por R$ 50.

Quanto você deseja lucrar com a sua venda? Defina um percentual e aplique ao valor: se considerar adequado um retorno de 50%, o preço de venda do produto será R$ 75 (R$ 50 + 50%).

  1. Analise o mercado

No entanto, após realizar o cálculo considerando esses três itens, é hora de fazer um mapeamento dos concorrentes. Assim, você irá entender qual é a situação do seu preço em relação aos valores cobrados por eles.

Como se faz isso? Através de um levantamento dos preços praticados por empresas do mesmo setor que oferecem produtos semelhantes.

Dessa comparação, podem surgir três cenários diferentes: o seu valor estar acima do praticado pelos concorrentes; o seu valor estar na média dos preços do mercado; ou o seu valor estar abaixo do que está sendo cobrado por esse tipo de produto. E agora?

Bom, para cada um desses cenários, podemos imaginar uma ação que tenha o objetivo de ajustar o preço a um valor competitivo. Isso dependerá, porém, do seu posicionamento de mercado e de outros fatores.

Por exemplo, se o seu valor estiver acima dos outros, você poderia tentar cortar custos ou diminuir a margem de lucro para atingir um preço mais competitivo.

Contudo, o seu produto pode ter um diferencial que realmente justifique o valor um pouco mais alto. Nesse contexto, diminuir o preço poderia não ser o ideal – sobretudo se isso significar um lucro muito abaixo do esperado.

  1. Considere os clientes e o valor agregado

Nesse sentido, vale ressaltar que, muitas vezes, por mais que os itens sejam similares, os processos produtivos podem ser muito diferentes.

E não apenas isso: há outros fatores não são tão facilmente reconhecidos que vão além da questão do valor concreto do produto.

Estamos falando do posicionamento, da imagem da empresa, da exclusividade do produto, da qualidade e de outros aspectos intangíveis do produto.

Eles também agregam valor e devem ser observados ao se calcular preço de venda.

Outro ponto que pode influenciar é a compreensão do valor que o seu cliente está disposto a pagar. Isso também tem relação com o valor agregado.

Se você estiver solucionando um problema que o cliente não resolveria melhor de outro modo, ele provavelmente pagará mais.

É importante entender quanto esses clientes estão dispostos a pagar para não cobrar um preço muito inferior, desvalorizar o seu produto e deixar de lucrar mais.

Como aumentar a lucratividade da sua empresa

A importância da precificação correta para os negócios

Depois de estipular os valores que serão cobrados por seus produtos ou serviços, é essencial que haja um acompanhamento da evolução das vendas.

Aprender a calcular preço de venda e aplicar essa estratégia é importante, mas você também precisa tirar a prova de que os seus valores funcionam.

A progressão desse cenário que será desenhado a partir do cálculo dos preços precisa ser analisado ao longo do tempo.

E as conclusões dessa avaliação deverão ser utilizadas para novas tomadas de decisão e ajudarão a guiar os negócios em direção ao êxito.

A precificação pode, portanto, ser utilizada como uma importante ferramenta de gestão para a definição de resultados e a determinação do futuro da empresa.

Comentários

Leia mais:
O que é eSocial e como funciona?

Você já ouviu falar sobre o eSocial? A ferramenta foi criada para unificar as informações referentes às obrigações acessórias da...

Fechar