fbpx

Como era de se esperar, as possibilidades oferecidas pela internet e pelas novas tecnologias resultaram em uma explosão de novos modelos de negócio online.

Apesar de existir já há algum tempo, o comércio eletrônico ainda está se desenvolvendo e – em um contexto no qual inovação é palavra de ordem – aprimorando as suas ferramentas. O dropshipping, por exemplo, é fundamental para empresas que desejam crescer no segmento.

Esse modelo é a alternativa ideal para e-commerces e marketplaces. E, se você está começando, é uma ótima forma de alavancar os negócios. Por isso, neste artigo vamos explicar tudo sobre o drop shipping, como ele funciona e quais os benefícios de utilizá-lo. Continue lendo para esclarecer todas as suas dúvidas.

O que é o drop shipping?

O termo “drop shipping” é formado por duas palavras da língua inglesa: “drop” pode ser traduzida como soltar ou largar e “shipping” significa remessa, expedição, envio.

Sabendo o significado do termo, fica bem mais fácil compreender o que isso tem a ver com o e-commerce, não é mesmo? Trata-se de uma técnica que consiste em deixar a entrega e o estoque a cargo do fornecedor.

No drop shipping, há portanto uma parceria entre duas empresas: a loja virtual que recebe as ordens de serviço (faz as vendas online) e encaminha para o parceiro que irá enviar o produto para o cliente em nome do comércio eletrônico responsável pela venda.

O lucro do e-commerce ou do marketplace envolvido no processo consiste na diferença entre o preço pago pelo cliente e o cobrado pelo fornecedor. Tudo isso, sem ter a necessidade de estocar ou manipular o produto, pois você serve apenas como intermediário para a venda.

Essa forma de negócio oferece, portanto, um excelente custo-benefício para uma empresa de comércio eletrônico. Além disso, a modalidade é extremamente favorável para quem não possui um capital de giro, já que não há necessidade de um grande investimento inicial.

>>> ERP para e-commerce: o que é e como funciona?

Como funciona exatamente?

Muitas empresas utilizam o drop shipping no mundo todo e ele tem crescido muito no Brasil nos últimos tempos. A técnica, porém, não é nova, pois antes mesmo da internet, ela já era utilizada em outros meios de comunicação, como a televisão e a rádio.

A técnica se popularizou nos Estados Unidos, onde muitos fornecedores começaram a utilizá-la em sites de leilão, como o eBay. No entanto, a China logo começou a se destacar no mercado, em função dos preços competitivos e das baixas cargas tributárias.

Atualmente, o país é, sem dúvida, um dos maiores fornecedores de varejistas online, basta pensar em casos como o AliExpress e o Deal Extreme.

É provável que você compre muitos itens na internet sem se dar conta de todo o processo de drop shipping que está por trás da sua aquisição. Isso também faz parte da parceria, já que o fornecedor coloca e logomarca da loja virtual e, portanto, o comprador não fica sabendo de onde vem o produto.

Podemos ilustrar o modelo da seguinte forma: o cliente vê o anúncio de um produto no seu e-commerce e realiza a compra; você recebe o pagamento, desconta o seu lucro e compra o produto do fornecedor; este seu parceiro processa o pedido e faz o envio diretamente para o cliente que comprou o produto.

>>> Como funciona a tributação no comércio eletrônico

Por que usar o drop shipping?

Como você já deve ter percebido, há inúmeras vantagens em se utilizar o drop shipping. Ele pode ser altamente rentável e oferece possibilidade de ganhos e lucros elevados.

Abaixo listamos alguns dos benefícios desse modelo. Razões para aderir não faltam: confira!

Não há necessidade de grandes investimentos

Na maioria dos casos, empreender exige uma capacidade mínima (que muitas vezes é bem elevada) de investimento inicial. No caso do dropshipping, isso não é necessário, pois começar um negócio online desse modo é mais simples.

Você não irá precisar de grandes investimentos para iniciar as operações, nem de uma grande estrutura. Isso porque não há necessidade de lidar fisicamente com os produtos a serem entregues. A sua empresa tem responsabilidade apenas pela venda em si – e a sua parte na operação se resume em gerar cada mais vendas.

Custos reduzidos e poucas despesas fixas

Não precisar investir em um estoque inicial de produtos já uma grande vantagem em termos financeiros. Além disso, os custos fixos de um e-commerce que opta pelo dropshipping são baixíssimos.

É possível operar de casa, com um notebook, desembolsando uma quantia quase insignificante por mês. É evidente que, ao crescer, as despesas aumentam. Porém, ainda assim, são menores do que em um modelo tradicional de negócios.

Flexibilidade e variedade

Com o dropshipping, é possível operar de qualquer lugar, desde que você tenha acesso a uma conexão com a internet para cuidar da loja virtual e se comunicar com clientes e fornecedores. Além disso, a técnica também permite que o seu negócio chegue a consumidores de diferentes lugares.

Outra vantagem é a possibilidade de oferecer um grande leque de produtos. Como não é necessário comprar o estoque antecipadamente, você pode realizar diversos testes. O seu e-commerce pode passar a oferecer vários produtos diferentes para aumentar o número de clientes – e as vendas.

Expansão sem gastos elevados

Nesse sentido, outro grande motivo para investir em um negócio desse tipo é a possibilidade de escalar sem grandes investimentos. Se receber um ou dez pedidos, você terá praticamente a mesma quantidade de trabalho, pois não é responsável pelo processamento e pelos envios dos produtos.

Portanto, expandir os negócios com o dropshipping é muito mais simples do que em outros casos. Se você dobrar ou triplicar as vendas, basta contar com fornecedores que tenham uma logística adequada e possam assumir as demandas. Dessa forma, você cresce e aumenta os seus lucros sem gastar muito e sem enfrentar grandes riscos.

Quer saber tudo sobre Contabilidade online para startups? Confira!

Comentários