fbpx


Ou comece agora mesmo clicando abaixo:
Abrir sua empresa com a Osayk

Veja em que modalidades você pode migrar sua MEI para ME:

Faça Você Mesmo

faca-voce-mesmo

Nesse formato, nós preparamos seu contrato social, requerimentos da junta comercial e prefeitura e você faz a parte presencial, levando os documentos aos órgãos competentes. Mas não se preocupe, te ajudamos em todo o processo. Caso surjam dúvidas, nossos especialistas estão prontos para ajudar.

Consultoria Premium

consultor-online

Ajudamos com todos os detalhes: escolha do melhor regime tributário, atividade da empresa, CNAE, tipo de sociedade, toda a documentação e acompanhamos o processo na junta comercial e prefeitura. Sua empresa legalizada pronta para operar no menor prazo possível.

Como funciona o suporte completo de nossa equipe de contadores:

Sua Empresa Legalizada

Nosso contador faz a análise da sua atividade e sugere a melhor combinação de CNAE para sua empresa.  Sua empresa é legalizada economizando em impostos e tributos.

Documentação Completa

Preparamos toda a sua documentação para que seja dada entrada na junta comercial do seu estado e na prefeitura do seu município para obtenção do seu alvará.

Atendimento e Suporte

Durante todo o processo de abertura de sua empresa, você conta com o atendimento dos nossos especialistas através do nossa plataforma, chat online, e-mail ou telefone.

Fale conosco e descubra como você pode migrar sua MEI para ME

Se preferir ligue agora: 4020-7733

Tem dúvidas sobre a migração de MEI para ME?

O que é MEI?

MEI é a sigla para Microempreendedor Individual. Essa modalidade foi criada para tirar da informalidade os microempreendedores individuais. Ao abrir uma empresa como MEI, o microempreendedor individual passa a ter direito de emitir nota e contribuir para o INSS com uma despesa mensal baixa e fixa nos impostos.

O Microempreendedor Individual tem um limite de faturamento anual de R$ 60 mil (aumentará para R$ 81 mil em 2018), e só pode ter um único funcionário que não pode receber mais que o piso salarial.

O que é MEI?

MEI é a sigla para Microempreendedor Individual. Essa modalidade foi criada para tirar da informalidade os microempreendedores individuais. Ao abrir uma empresa como MEI, o microempreendedor individual passa a ter direito de emitir nota e contribuir para o INSS com uma despesa mensal baixa e fixa nos impostos.

O Microempreendedor Individual tem um limite de faturamento anual de R$ 60 mil (aumentará para R$ 81 mil em 2018), e só pode ter um único funcionário que não pode receber mais que o piso salarial.

O que é ME?

ME é a sigla para Microempresa. Nessa modalidade, a empresa deve se enquadrar num regime tributário diferente do MEI, podendo ser o Simples Nacional, Lucro Presumido ou Lucro Real. A ME tem o limite de faturamento anual de até R$ 360 mil.

O faturamento bruto do seu MEI ultrapassou o limite anual de faturamento: Se você ultrapassar em até 20% o limite de faturamento anual (R$ 72 mil no total ou R$ 97,2 mil após 2018) será necessário recolher um DAS (documento de arrecadação única) complementar pelo excesso de faturamento. Se ultrapassar esta tolerância de 20%, será cobrado como empresa enquadrada no Simples Nacional.

Você quer contratar um novo funcionário: se você já tem um funcionário mas não é o suficiente ou se precisa pagar além do piso para o funcionário que você quer ter, será necessário migrar para ME.

Você quer ter sócios na empresa: o MEI não permite que você tenha sócios. Para tê-los, é necessário migrar para ME.

Você precisa abrir uma filial ou uma nova empresa: o MEI não permite que o empreendedor possua em seu nome mais de um CNPJ.

Sua empresa vai realizar uma atividade não disponível para MEI: para ser MEI, é preciso que a atividade exercida conste numa lista de atividades previstas. Caso a empresa não realize uma das atividades previstas, será necessário abrir uma ME.

Confira depoimentos de clientes:

Para mim, o maior diferencial da Osayk é conseguir trabalhar com um produto padronizado sem perder sua capacidade de tratar seu cliente como único e de forma personalizada.

Guto Polycarpo – D’Hire Executive Search Marketplace

Acabo de abrir minha empresa na Osayk por indicação de um amigo. Todos que tive oportunidade de falar na empresa me atenderam com total comprometimento em resolver tudo. Fico à vontade para indicar!

Rafael Menezes – o21 Inovação

Dúvidas Frequentes

Você investirá pagando os custos com honorários da contabilidade e dos órgãos públicos, a partir de R$ 199,00. Os valores referentes aos órgãos públicos não são padronizados e variam de acordo com o estado e o município onde você está abrindo a sua empresa.

Em média, o processo leva de 30 a 60 dias, pois existe a necessidade de registro da sua empresa em órgãos públicos.  Cada estado e município possui o seu próprio processo e esse tempo pode variar de acordo com a cidade a qual você reside. Este prazo está sujeito ao envio dos seus documentos para nós. Na modalidade de serviço Faça Você Mesmo (em que o empreendedor faz a parte presencial), este tempo também varia de acordo com as pendências e os atrasos do próprio empreendedor.

Cada sócio precisa apresentar individualmente os seguintes documentos:

  • Documento de identidade
  • CPF
  • Certidão de casamento (quando casado)

Existem ainda outros documentos de acordo com o tipo e atividade do negócio.

Se o seu faturamento anual não ultrapassar até R$ 3,6 milhões e se as atividades que você deseja escolher para sua empresa estiverem entre as atividades permitidas pelo Simples, você pode optar pelo Simples Nacional.

Também existem alguns casos de empresas que não podem optar pelo Simples, como:

  • Empresas que são abertas como sócias de outras empresas;
  • Empresas que estão em débito com a Receita ou com o governo;
  • Outros casos específicos.

Depende de prefeitura para prefeitura, mas as cidades do Rio de Janeiro e São Paulo, por exemplo, permitem, caso o negócio em questão seja uma empresa prestadora de serviços e sem funcionários e sem atendimento ao público.

Uma opção para quem precisa de um endereço para a empresa e não tem tem muito a gastar é optar por um Coworking ou por um escritório virtual em sua cidade.

Osayk na Mídia

Diário Comercial

Migrar MEI para ME