Blog

O que fazer para não quebrar

Empreender pode ser uma ótima alternativa para quem quer fugir do desemprego, ou ainda, pretende tirar do papel a empresa dos seus sonhos.

No entanto, mais do que montar um negócio, todo empreendedor precisa contar com as estratégias certas para evitar que ele quebre.

Abrir uma empresa e fazer um negócio dar certo, especialmente no Brasil, é um grande desafio.

Além da burocracia, a alta carga tributária e a complexidade da legislação trabalhista são fatores que podem se transformar em um desafio para a prosperidade de um negócio, especialmente quando o empreendedor não conhece as implicações práticas de cada um deles.

Para impedir seu negócio de quebrar, separamos algumas dicas valiosas que podem fazer toda a diferença para o futuro da sua empresa. Confira!

1.      Controle seu fluxo de caixa

O fluxo de caixa é uma ferramenta bastante simples de gestão. Mas nem por isso, menos importante.

Através do monitoramento do fluxo de caixa, o empreendedor consegue avaliar a situação financeira da sua empresa, tanto no presente quanto no futuro.

Controlando as entradas e saídas do caixa da sua empresa, é possível prever quais são os momentos críticos em que o empreendedor deve tomar certas atitudes visando a saúde financeira do seu negócio.

Fluxo de caixa saudável? Confira nossas dicas!

Prevendo que o seu caixa ficará negativo no próximo mês, por exemplo, o empreendedor pode pedir um empréstimo, prospectar, criar promoções visando o aumento de vendas, entre outras possibilidades.

O monitoramento do fluxo de caixa é, muitas vezes, uma direção para o empreendedor. Isso porque ele auxilia no processo de tomada de decisões, além de permitir que o empreendedor tome decisões mais assertivas com relação à saúde financeira do seu negócio.

Controlar o fluxo de caixa, é sem sombra de dúvidas, um hábito de empreendedores que não querem quebrar.

2.      Separe o caixa da empresa das despesas pessoais

Não separar o caixa da empresa das despesas pessoais é um erro bastante comum, mas que pode quebrar uma empresa.

Isso porque, quando o empreendedor não diferencia as próprias contas das despesas do seu negócio, ele não consegue dimensionar seus custos reais e acaba perdendo a noção das retiradas mensais.

Não sabe como separar as finança pessoais e da empresa? Confira!

Em geral, não existe uma real separação entre as despesas pessoais e da empresa, o empreendedor perde o controle do seu caixa e, nesse cenário, é muito comum que apareçam as dívidas.

O caixa de uma empresa deve refletir todas as movimentações necessárias para que o negócio se torne sustentável.

Caso contrário, toda a sua estrutura pode ser comprometida e, no pior cenário, pode até quebrar.

3.      Saiba se diferenciar

Muitos negócios acabam quebrando porque simplesmente são engolidos pela concorrência. Basta um produto mais inovador, ou um serviço mais eficiente.

Aos poucos seus clientes vão migrando e sua empresa vai perdendo espaço no mercado. Manter um olho na concorrência e outro na inovação é praticamente uma obrigação de todo empreendedor que não quer perder clientes e competitividade.

Saber como se diferenciar é fundamental, especialmente se você não quiser perder sua principal fonte vitalidade do seu negócio: sua clientela.

Para saber se diferenciar e inovar no mercado, procure ouvir seu cliente com atenção.

Muitos empreendedores erram tentando combater a concorrência, no entanto, as informações mais preciosas para o seu negócio, em geral, estão com seus clientes.

4.      Mantenha a prospecção ativa

Além de saber como se diferenciar, é fundamental que o empreendedor mantenha sua atividade de prospecção constante.

Investir em SEO para ser encontrado na web, apostar no marketing digital, reforçar o networking, marcar presença em eventos importantes do seu nicho de atuação.

Essas são apenas algumas das atividades que garantem o destaque da empresa e acabam chamando a atenção de novos clientes.

Como já diria o ditado “o segredo do fracasso é tentar agradar a todos”, por isso, é comum que alguns clientes acabem ficando pelo caminho.

Para cobrir essa lacuna sem prejudicar o faturamento, é fundamental investir em uma prospecção regular.

5.      Faça um planejamento tributário

O planejamento tributário nada mais é do que um estudo que tem como finalidade otimizar a carga tributária.

Além de avaliar o enquadramento tributário de um negócio, o estudo avalia as possibilidades de elisão fiscal, ou seja, a possibilidade de adiar o pagamento de impostos garantindo maior fôlego financeiro para a empresa.

Além de evitar que a empresa gaste excessivamente com impostos, o planejamento tributário traz um impacto positivo no orçamento, o que pode evitar que a empresa quebre.

Com uma carga de impostos otimizada a empresa tem muito mais segurança para investir na sua estrutura e se desenvolver.

Descubra 8 despesas que você pode cortar para reduzir gastos em sua empresa!

6.      Mantenha a contabilidade em dia

Embora seja uma atividade de suporte, a contabilidade é essencial para assegurar a saúde financeira de qualquer negócio.

Manter a contabilidade em dia significa evitar problemas com o fisco, multas, sanções e até problemas trabalhistas.

Ter a contabilidade em dia permite que pequenas questões não se transformem em grandes problemas no futuro, o que pode acarretar até na quebra da empresa.

Quebrar uma empresa é uma consequência causada por diversos fatores. Má administração, desorganização, falta de atenção com o mercado e a concorrência são apenas alguns deles.

O empreendedor deve estar atento à dinâmica do seu negócio tanto do ponto de vista interno quanto externo, especialmente se o seu objetivo é fazer sua empresa prosperar com sustentabilidade.

Saiba como a contabilidade online pode ajudar a manter o financeiro em dia e minimizar as chances de quebrar seu negócio. Clique aqui e saiba mais!

Receba um orçamento de migração da contabilidade de sua empresa!


 

Comentários

O que fazer para não quebrar