fbpx

Ser PME ou não ser, eis a questão. O crescimento econômico registrado pelo Brasil nos últimos anos fez muitas empresas passarem de pequena para grande em seu nicho e conquistar respeito do mercado.

Ser PME ou não ser, eis a questão. O crescimento econômico registrado pelo Brasil nos últimos anos fez muitas empresas passarem de pequena para grande em seu nicho e conquistar respeito do mercado. Entretanto, a estagnação que o país enfrenta hoje faz muitos empresários adaptarem o questionamento clássico de Hamlet para o mundo dos negócios. Grandes corporações também estão enxugando suas estruturas e readequando seus passos.

A definição desses conceitos merece muitos atos. Se antes o dono do negócio conseguia ficar mais próximo e garantir que tudo andasse dentro do planejado, o aumento na receita e nos clientes traz novos desafios e responsabilidades, fazendo com que a administração tome um tempo precioso dos fundadores.

É necessário fazer uma reestruturação antes de dar um passo maior do que o próprio planejamento idealizado. O sócio deve manter o controle da maioria dos processos para manter a qualidade. É possível ter uma empresa enxuta, mas ao mesmo tempo robusta e referência para o mercado. Para isso, é preciso criar métricas de acompanhamento dos processos e passar a cultura adiante da empresa adiante. Faça com que os colaboradores mais próximos absorvam o espírito que motivou o crescimento inicial e repassem para suas equipes. Este é o papel de liderança ativa dos empreendedores. Para quem está à frente o negócio, fazer bom gerenciamento do tempo não conflita e não trava o funcionamento da empresa.

Luan Gabellini é sócio fundador da BetaLabs

Luan Gabellini é sócio fundador da BetaLabs

O cenário mais competitivo e aberto à inovação tem misturado características de pequenas e grandes empresas, sendo comum encontrarmos algumas com estrutura enxuta e alto faturamento e outras corporações com muitos colaboradores, mas sem um bom lucro. O importante, porém, é unir o melhor dos dois lados e operar de forma mais sinérgica. Para qualquer porte, as práticas de boa gestão pedem pés no chão para crescer de forma adequada ao tamanho de cada companhia. Sair do pequeno é um grande desafio e fazer esta transição é difícil, mas com dedicação e trabalho é possível chegar lá.

* Luan Gabellini é sócio fundador da BetaLabs, empresa especializada no desenvolvimento de sistemas de gestão empresarial (ERP), e-commerce e softwares sob medida em cloud computing

Fonte: Newsfeed Jornal do Empreendedor

 

Comentários