Não existe nada mais gratificante para um empreendedor do que olhar para o faturamento da sua empresa e se deparar com um saldo positivo, não é mesmo? Se o seu negócio está indo de vento em popa e, finalmente, você começou a colher os frutos de muito trabalho e dedicação, é hora de aprender como aproveitar melhor o lucro do seu negócio. E, sim, a melhor forma de garantir mais e mais resultados é investindo o lucro da sua empresa!

Existem diferentes maneiras de investir o lucro da sua empresa. As mais tradicionais são: reinvestir no capital de giro, na estrutura do negócio ou fazer um investimento de longo prazo. No post de hoje, vamos falar sobre essas e outras possibilidades que podem ser uma maneira de garantir sustentabilidade e sucesso ao seu negócio. Confira!

Lucro versus saldo positivo

Antes de tratarmos sobre as formas de se investir o lucro da sua empresa, vamos dar um passo para trás? Será que a sua empresa está mesmo gerando lucro? Parece uma pergunta boba, mas muitos empreendedores não sabem diferenciar o lucro do saldo positivo no caixa. E embora esses conceitos se inter-relacionem, eles são bem diferentes na prática.
De maneira simplificada, lucro é uma margem que indica a eficiência econômica de uma operação. Ou seja, ele informa a rentabilidade do seu negócio. Saldo de caixa, por sua vez, tem a ver com disponibilidade financeira, ou seja, nada mais é do que dinheiro. O lucro é medido através do DRE, enquanto o saldo é analisado a partir do fluxo de caixa.

Dúvidas na hora de calcular a sua margem de lucro? Confira nossas dicas!

O lucro de uma empresa deve ser apurado pelo chamado regime de competência, ou seja, ele é avaliado a partir da data em que os valores foram originados, independentemente se foram pagos ou não. Já o saldo financeiro é apurado pelo regime de caixa, onde o que se considera é a data efetiva do recebimento, independentemente de quando foram lançados.

Embora os conceitos de saldo em caixa e lucro sejam bastante diferentes, no dia a dia de uma empresa, eles se relacionam bastante. Baste lembrar que, se o saldo de caixa é alto, é possível aplicar o excesso gerando receitas financeiras e assim aumentar o lucro da empresa. Já se o caixa é baixo, é preciso recorrer aos empréstimos e financiamentos, as despesas com os juros acabam reduzindo o lucro do negócio.

Como investir o lucro da sua empresa

Agora que você já sabe que lucro e saldo em caixa não são a mesma coisa, chegou a hora de entender quais as melhores maneiras de investir o lucro da sua empresa.

Aumente o capital de giro

O capital de giro nada mais é do que o montante que a sua empresa precisa para se manter funcionando, independentemente dos recebimentos. São, portanto, bens da empresa que podem ser transformados rapidamente em capital dentro de um curto prazo, garantindo assim a sustentabilidade do negócio.

Esses bens podem ser tanto o dinheiro em caixa, quanto saldo em conta bancária, mercadorias, aplicações financeiras, entre outros.
Investir o lucro do seu negócio para aumentar o capital de giro é uma excelente estratégia, especialmente se ele possui uma alta necessidade de capital de giro. Com um capital de giro mais robusto, sua empresa tem condições de aumentar sua capacidade produtiva e se expandir no mercado. Com um bom capital de giro, ela também pode oferecer mais facilidades de pagamento aos clientes, o que reflete tanto nas vendas quanto no relacionamento.
Alguns negócios dependem mais e outros menos do capital de giro. Porém, uma coisa é certa. O capital de giro é quem sustenta um negócio e permite que a sua empresa não quebre. Investir nele é também uma forma de apostar no futuro.

Invista na infraestrutura

Modernizar a melhorar a infraestrutura do seu negócio também é uma ótima maneira de investir o lucro da sua empresa. Com equipamentos mais modernos, você pode produzir mais e melhor, o que naturalmente reflete na qualidade de produtos e serviços finais. Além da satisfação do cliente, sua empresa aumenta as possibilidades de tornar seu produto ou serviço mais atrativo ao consumidor.

Melhorar o ambiente da empresa também é outra medida que traz resultados. Hoje, cada vez mais as empresas andam preocupadas com o clima organizacional. Afinal, ele interfere diretamente na retenção de talentos. Melhorar o ambiente da empresa é uma ótima maneira de investir o lucro e assim ter mais resultados.

Existem diversos tipos de investimentos que podem ser realizados na infraestrutura do seu negócio. E antes de investir o lucro da sua empresa, avalie um panorama geral e verifique quais são as áreas e setores que requerem melhorias. Outra questão é avaliar o ROI (retorno de investimento) antes de desembolsar os recursos.

Invista na sua equipe

Provavelmente você já deve ter escutado que o seu time é um dos principais ativos do seu negócio. Não por outra razão, a gestão de pessoas é algo que vem sendo mais e mais valorizada no mercado de trabalho. Com as novas gerações, toda empresa sofre para manter baixa a sua taxa de rotatividade. E uma das formas de reter talentos é não apenas oferecer benefícios, como também treinamentos.
Todo colaborador que sabe que a empresa investe nele, pensa duas vezes antes de sair do emprego. Porém, é importante que os treinamentos sejam úteis e tenham valor ao funcionário. Portanto, antes mesmo de desembolsar o valor, vale a pena fazer uma pesquisa e checar quais são os tipos de treinamento ou investimento que podem ser interessantes para a sua equipe.

Não se esqueça dos sócios

Algumas empresas possuem políticas de distribuição de lucros aos sócios. Mas nem todas contam com essa estratégia. Por isso vale a pena considerar!
Investir o lucro nos sócios é uma maneira de motivá-los para que façam ainda mais pelo negócio. Vale destacar que o regime de distribuição dos lucros deve ser estipulado desde a elaboração do contrato social, evitando problemas e riscos futuros. É importante que os sócios sejam beneficiados com o lucro, já que são as pessoas que mais assumem riscos pelo negócio.

Aplicações bancárias e imóveis

Por fim, também é uma opção investir o lucro da empresa em aplicações bancárias e até imóveis.
No primeiro caso, vale a pena pensar em aplicações de curto prazo e com alta liquidez. Isso garante que o dinheiro renda, mas a empresa não fique sem recursos caso o cenário financeiro mude.

Já no caso da opção de compra de imóveis, é importante que o empreendedor tenha em mente que não se trata de um investimento de alta liquidez, então, só deve ser considerado se o objetivo for de longo prazo. Além disso, é bom pensar duas vezes, já que o mercado imobiliário vem passando por instabilidades nos últimos anos.

Para investir o lucro da empresa e potencializar sua capacidade financeira não existe receita. O ideal é ver qual a situação atual da sua empresa e qual estratégia poderá dar mais retorno considerando a realidade do seu negócio.

Gostou dessas dicas? Deixe seus comentários abaixo! E, se a sua empresa não está dentro do melhor cenário financeiro, confira alguns gastos que você pode cortar já com o objetivo de melhorar seu negócio! Clique aqui e saiba mais!

Comentários