fbpx

Entender as possibilidades de atuação e os objetivos da contabilidade é essencial para profissionais que buscam oportunidades e notoriedade no mercado. Além disso, o tema é relevante para as empresas que utilizam os serviços contábeis.

Nesse cenário, a contabilidade consultiva é um dos assuntos que merece destaque. Ela vai além do modelo tradicional, trazendo diferenciais importantes a quem utiliza o serviço. No entanto, existem dúvidas sobre os objetivos dessa atuação que devem ser esclarecidos.

Neste conteúdo, você aprenderá mais sobre o modelo de serviço e verá 5 objetivos da contabilidade consultiva. Boa leitura!

O que é contabilidade consultiva?

Antes de conhecer os seus objetivos, é preciso entender o que é contabilidade consultiva. Trata-se de um modelo inovador no setor que amplia a atuação dos profissionais da área. Ela traz novas possibilidades de negócio e beneficia os clientes.

Frequentemente a profissão de contador é associada apenas às burocracias, obrigações fiscais e cálculos necessários para o andamento de uma empresa. Contudo, quando se fala em trabalho consultivo, os limites são superados.

Existe uma ampliação da função das ciências contábeis. Assim, o termo lembra que o objetivo da contabilidade é trazer informações importantes para auxiliar a gestão da empresa — além de prestar suporte para diversas atividades administrativas.

Então, o profissional não se limita aos serviços obrigatórios, mas tem o foco de prestar suporte mais amplo ao cliente, interpretando dados para identificar oportunidades ou antecipar problemas financeiros, por exemplo.

O conhecimento técnico do contador e a visão geral sobre o negócio são os diferenciais para o serviço de contabilidade consultiva. Logo, ele agrega mais valor e ocupa papel estratégico.

5 Objetivos da contabilidade consultiva

Mesmo compreendendo o conceito, é normal que existam algumas dúvidas sobre o papel do profissional na contabilidade consultiva. Para compreender melhor, é fundamental entender quais são os objetivos dela.

Existem diversas funções e finalidades relacionadas à estratégia, mas há alguns pontos que merecem destaque. Confira 5 deles a seguir!

1. Analisar e interpretar dados estratégicos

O primeiro objetivo da contabilidade consultiva é fazer uma interpretação aprofundada dos dados da empresa. Com isso, é possível avaliar os resultados, detectar pontos de melhoria e fornecer suporte para os gestores.

Para tanto, o profissional deve contar com boas ferramentas de registro e análise de todas as informações. Os resultados obtidos são organizados pelo contador, que repassará à empresa com o seu parecer sobre o negócio.

Utilizando o recurso, os gestores da empresa terão mais suporte para desenvolver ações e estratégias necessárias para manter a competitividade. A análise também pode envolver questões como solução de problemas e aproveitamento de oportunidades financeiras.

A verificação dos indicadores de desempenho definidos na contratação é feita nos diversos setores relacionados à contabilidade. Ou seja, é possível analisar obrigações fiscais, fluxo de caixa, folhas de pagamento e demais processos da empresa.

2. Orientar o cliente para a tomada de decisão

Uma boa gestão empresarial depende das decisões tomadas pelos gestores, certo? Contudo, muitas vezes eles não têm a visão necessária para conseguir acertar nas escolhas. Isso acontece por diversos fatores, como:

  • falta de conhecimento técnico;
  • dificuldades para reconhecer problemas;
  • ausência de dados para apoiar a decisão;
  • problemas na avaliação de riscos;
  • dificuldade na análise dos impactos da escolha.

Os erros resultantes das dificuldades podem trazer diversos prejuízos para o negócio. Dependendo da gravidade e das consequências do problema, podem levar até mesmo ao encerramento das atividades.

Logo, o papel do contador consultor é ajudar a empresa a identificar os melhores caminhos para embasar a tomada de decisões. Com isso, o gestor poderá evitar as ocorrências negativas e terá mais embasamento sobre o que fazer.

3. Inovar nas atividades contábeis

A necessidade de realizar tarefas mais amplas e complexas traz a inovação como um dos objetivos da contabilidade consultiva. Isso fica evidente na nova visão do serviço, aliada ao uso da tecnologia e à aplicação estratégica da análise de dados.

O profissional da área precisa acompanhar as tendências do mercado, como o uso de plataformas e softwares de gestão para auxiliar em seu trabalho. Nesse cenário, um dos diferenciais mais importantes é a automação de tarefas.

Ela traz dois grandes benefícios. O primeiro é a maior agilidade no trabalho — que facilita a realização das atividades mais complexas relacionadas à análise de dados. O segundo é a melhoria no atendimento ao cliente, pois ele consegue acesso mais fácil às informações.

4. Reduzir despesas da empresa

A atuação consultiva busca auxiliar a empresa na definição de estratégias para se manter no mercado e crescer. As decisões tomadas se relacionam à parte financeira do negócio — e, consequentemente, à empresa como um todo.

Quando os gestores conseguem desenvolver boas estratégias, é possível reduzir despesas de diversas formas. Por exemplo:

  • pela reavaliação de regime tributário adequado;
  • com a redução de impostos de forma legal (elisão fiscal);
  • por meio da economia em contratos trabalhistas, ao escolher o modelo ideal;
  • pela atuação na prevenção de processos judiciais, que trazem custas processuais e honorários advocatícios;
  • com a aplicação de melhorias no controle de custos, estoques e fluxo de caixa;
  • por meio da redução de erros que podem resultar em prejuízos, especialmente a falta de cumprimento de obrigações.

5. Entregar mais valor para os clientes

Outro objetivo, que também é um dos benefícios da contabilidade consultiva, é a entrega de mais valor ao cliente. Afinal, o escritório deixa de ser apenas um parceiro para cumprimento de tarefas técnicas e burocráticas para atuar de forma ativa com a empresa.

Ou seja, o cliente não contará apenas com um escritório que ajuda no cumprimento da legislação, mas terá apoio para tomar decisões mais efetivas. Como você viu, as informações trocadas ajudam no desenvolvimento de ações para a empresa.

Isso beneficia o negócio e também traz mais satisfação aos clientes. Como consequência, eles podem enxergar o serviço como algo em que realmente vale a pena investir ao perceber o retorno.

Em contrapartida, a satisfação do cliente melhora a sua imagem profissional e apresenta um diferencial importante. Assim, é possível aumentar a prospecção e a fidelização de clientes ao se alinhar com os objetivos da contabilidade consultiva!

E então, este conteúdo sobre os 5 objetivos da contabilidade consultiva foi útil a você? Que tal aprender um pouco mais? Aproveite para entender como implementar a contabilidade consultiva em 5 passos!

Comentários