fbpx

Um empresário precisa estar por dentro de todos os aspectos do seu negócio, evitando erros e falhas. Além de estar no controle da situação, é preciso garantir que o quadro atual irá permitir o crescimento desejado e o alcance das metas da empresa no futuro.

No entanto, muitas vezes é difícil abraçar tudo e entender todos os trâmites envolvidos na administração empresarial, principalmente na gestão financeira e contábil, que pode ser um pouco complicada para quem não é especialista. Se você quer saber quais são os erros contábeis mais comuns que todo o empresário deveria evitar, continue lendo o nosso post!

Um empresário precisa estar por dentro de todos os aspectos do seu negócio, evitando erros e falhas. Além de estar no controle da situação, é preciso garantir que o quadro atual irá permitir o crescimento desejado e o alcance das metas da empresa no futuro.

No entanto, muitas vezes é difícil abraçar tudo e entender todos os trâmites envolvidos na administração empresarial, principalmente na gestão financeira e contábil, que pode ser um pouco complicada para quem não é especialista. Se você quer saber quais são os erros contábeis mais comuns que todo o empresário deveria evitar, continue lendo o nosso post!

Veja quais são os erros de contabilidade que podem prejudicar o seu negócio

Quando se trata de contabilidade, não se pode ter meias certezas: é fundamental ter a segurança de estar fazendo a coisa certa para a sua empresa. Erros financeiros podem trazer sérios problemas e colocar em risco o futuro do negócio.

Um equívoco nas finanças pode influenciar de forma negativa os resultados, atrair a atenção da autoridade fiscal sem necessidade, afetar o fluxo de caixa, prejudicar a relação com os fornecedores, clientes e funcionários e até gerar uma crise financeira. Para ajudar você a impedir falhas que podem trazer graves consequências para a sua empresa, listamos oito erros que todo o empresário precisa evitar. Confira!

  1. Não separar as finanças da empresa e as finanças pessoais

Um equívoco muito comum, principalmente em negócios de pequeno e médio porte, é misturar as despesas pessoais com as contas da empresa. Esse erro pode ser fatal para a sobrevivência do negócio, pois se o empresário não separar as contas é fácil perder o controle e começar a pagar despesas pessoais com o dinheiro da empresa. Além disso, você pode estar recorrendo ao crédito pessoal quando poderia conseguir melhores condições enquanto pessoa jurídica. Veja neste post dicas para separar as finanças pessoais e da empresa.

  1. Deixar de atualizar lançamentos e conciliações

Passar meses sem fazer lançamentos nos livros contábeis e conciliações de extratos, demonstrativos e contas periodicamente pode ser muito ruim para o negócio. O acúmulo dessas tarefas, por falta de tempo ou organização, reflete na desatualização dos relatórios e demonstrativos financeiros, que acabam por não dar informações reais sobre a atual situação da empresa e não serem úteis na hora da tomada de decisões. A desorganização na inserção de dados financeiros pode resultar, por exemplo, em faturas não pagas e na perda da credibilidade junto aos fornecedores.

  1. Cometer falhas nos cálculos

Sabemos que “errar é humano” e que ninguém está livre de cometer equívocos ao realizar alguma tarefa, sobretudo em cálculos que exigem preparação e experiência. Atualizar os livros contábeis de modo pouco atento e sem revisão aumenta a chance de falhas que podem ser prejudiciais, mesmo quando se faz uso de soluções financeiras automáticas. Erros de digitação ou a não conferência das informações podem gerar uma cadeia de outras falhas que resultam em problemas maiores e demandam gastos de última hora para apagar o incêndio.

  1. Não manter os documentos fiscais organizados

A organização dos arquivos é um requisito fundamental para o sucesso de uma empresa. Documentos fiscais como os recibos devem ser guardados sempre, pois comprovam a veracidade daquilo que foi declarado. Problemas de trocas de contas, duplicidade e omissão de lançamentos podem ser evitados se houver organização e as notas forem devidamente arquivadas.

  1. Não utilizar os recursos adequados ou não usar todos aqueles disponíveis

A tecnologia pode ser uma grande aliada para gerenciar as finanças através do uso de ferramentas que ajudam a administrar as rotinas contábeis. No entanto, investir em softwares financeiros não é garantia de menor índice de erros se o empresário não estiver utilizando os recursos adequados ou não souber explorar todos os recursos disponíveis.

É preciso, portanto, escolher a tecnologia adequada às necessidades da empresa e dominar a ferramenta para explorá-la da melhor forma, fazendo o investimento valer a pena.

  1. Não contar com o auxílio de um serviço contábil qualificado

Muitos dos erros que mencionamos podem ser evitados quando se tem o auxílio de um serviço contábil adequado em todas as etapas da gestão financeira e fiscal da empresa. Não é recomendável que o próprio administrador – que já exerce muitas outras funções essenciais – fique também responsável pelos cálculos dos impostos, por exemplo.

Um escritório especializado poderá cuidar da questão de uma forma focada e atenta, além de orientar o empresário sobre a manutenção e organização dos documentos fiscais e sobre o uso de recursos adequados e ainda resolver de modo eficiente e rápido os imprevistos.

  1. Ignorar os princípios contábeis

Os princípios contábeis garantem que sejam adotados procedimentos corretos na gestão financeira de um negócio. Eles servem como guias que orientam principalmente a função do registro dos fatos que afetam o patrimônio de uma empresa. É importante que eles sejam seguidos com a orientação de um profissional da área, pois o seu não cumprimento pode trazer sérios problemas à empresa.

  1. Subestimar o potencial dos relatórios como ferramenta para o crescimento da empresa

Considerar os relatórios somente como ferramenta para a adequação fiscal é outro erro bastante comum. Os dados financeiros podem ajudar a gerar relatórios muitos úteis à análise das condições do negócio. Eles auxiliam o empresário a conhecer e entender melhor a sua empresa e a identificar e solucionar os problemas através de um planejamento estratégico adequado. Desse modo, pode-se ter uma visão geral do que está acontecendo com o seu negócio e torna-se mais fácil o reconhecimento dos pontos que necessitam de uma atenção especial e que podem estar prejudicando o crescimento da empresa.

É muito difícil não cometer nenhum erro quando se tem muitas responsabilidades e pouco conhecimento. Além de evitá-los, também é importante perceber quando é necessário contar com a ajuda de especialistas para não prejudicar os negócios e o futuro da empresa. Se você tem dúvidas, consulte os nossos serviços de contabilidade online que garantem a ausência de erros na gestão financeira da sua empresa.

 

Comentários

Leia mais:
Calcular margem de lucro
Descubra como calcular a margem de lucro

A margem de lucro revela a situação da empresa em termos percentuais e é o valor que deve ser fornecido...

Fechar