fbpx

Você é um empreendedor que atua por conta própria e decidiu regularizar a sua situação através do MEI, certo? A figura do Microempreendedor Individual é uma alternativa bastante prática de formalização de um negócio e se ajusta perfeitamente às necessidades de quem atua de forma autônoma.

Porém, após se formalizar como MEI, é natural que outras questões surjam, por conta do próprio dia a dia do empreendedor. Por exemplo, supondo que você como MEI pretende abrir uma conta no banco, ou mesmo alugar um imóvel para instalar seu negócio, e precisa comprovante de renda MEI. Como conseguir isso?

Para saber o que fazer ter um comprovante de renda MEI, vale a pena a leitura do post que preparamos hoje! Confira!

Limites de faturamento

Uma das principais características do MEI é o limite de faturamento. Isso significa que, se o empreendedor contar com um faturamento maior do que o previsto na legislação, ele precisará rever seu modelo societário e migrar para a Microempresa, como já explicamos aqui.

Durante muito tempo a legislação previa que o limite de faturamento do MEI era de R$ 60 mil por ano. No entanto, com a edição da Lei Complementar 155/16 e as mudanças no regime do Simples Nacional, esse limite foi alterado para R$ 81 mil por ano, desde 2018.

Se a empresa foi aberta e não conta com um ano de idade, o faturamento deve ser calculado de forma proporcional.

Antes obter seu comprovante de renda MEI, vale a pena checar se o faturamento do seu negócio está em dia e de acordo com os limites previstos. Esse passo é bastante importante na hora de comprovar o faturamento, conforme veremos.

Comprovante de renda MEI

O MEI, com certeza é uma maneira bastante prática de regularizar a situação de empreendedores que atuam por conta própria. Com um MEI aberto, além de um CNPJ, o empreendedor poderá emitir notas e com isso facilitar suas relações comerciais.

Porém, além dos bônus, existem também os ônus. Como MEI, o empreendedor individual conta com algumas obrigações, entre elas a apresentação de uma declaração anual (DASN SIMEI) que deve ser apresentada até o dia 30 de abril de cada ano e servirá tanto para declarar o faturamento, como também, é um comprovante de renda MEI.

Essa declaração anual é um documento que servirá para a maioria das necessidades do empreendedor no que se refere à comprovação de renda. Para abertura de uma conta de pessoa jurídica, ou mesmo o aluguel do imóvel, esse tipo de documento deve bastar.

Projeção da renda para financiamentos

Há situações, contudo, onde além de um comprovante de renda MEI, o empreendedor precisará apresentar uma projeção dos seus rendimentos, a fim de receber um financiamento, ou mesmo empréstimos, por exemplo.

Em situações como essa, a simples apresentação do DASN não será suficiente e é recomendável que o empreendedor realize então os seguintes passos para fazer a simulação dos valores.

Lembre-se que essa previsão, no entanto, nunca deve ultrapassar o limite proporcional no MEI, que atualmente seria de R$ 81 mil dividido por 12 meses. Logo, o faturamento mensal do seu negócio nunca poderá ultrapassar R$ 6.750,00.

Para fazer a previsão, você deve construir uma tabela com os valores faturados em cada mês, no ano anterior. Em seguida, tire a média aritmética de todos os valores faturados.

Para isso, você vai precisar somar todos os faturamentos mensais e dividir pelo número de meses. O número final é o seu “faturamento médio”, que reflete uma previsão de quanto a sua empresa tem capacidade de faturar.

Esse valor é o que bancos e demais instituições de empréstimo consideram na hora de aprovar o empréstimo ou financiamentos.

O MEI e a contabilidade

Tanto o processo de formalização quanto a gestão do MEI são bastante simples e podem ser feitos diretamente pelo empreendedor.

No caso da gestão contábil, por exemplo, não é preciso fazer a escrituração em livros, embora o registro das entradas e saídas da empresa sejam altamente recomendáveis.

Todos os procedimentos e obrigações do MEI podem ser resolvidos diretamente pela internet, através do Portal do Empreendedor.

Para empreendedores que não querem se preocupar ou perder tempo com as obrigações do MEI, no entanto, a contratação de um contador pode ser a solução para evitar burocracias e dores de cabeça pelo não cumprimento das obrigações do MEI, ou mesmo, a não observação das regras de faturamento.

Nestes casos, a contratação dos serviços de uma contabilidade online pode trazer uma série de benefícios.

Obter um comprovante de renda MEI, assim como fazer a gestão contábil dessa figura empresarial, não é nenhum bicho de sete cabeças. Porém, sabemos que mesmo empreendedores individuais cumulam uma série de tarefas e delegar algumas atividades suporte, como a contabilidade, por exemplo, pode ser uma forma de deixar sua rotina menos atribulada e ter mais tempo para cuidar do que realmente importa no seu negócio.

Você já sabia como comprovar renda do MEI? Essas dicas foram úteis para você? Deixe seus comentários abaixo e não deixe de conferir mais dicas para escolher uma boa empresa de contabilidade online. Clique aqui e saiba mais!

Comentários

Leia mais:
O que é CAGED?

Você já ouviu falar em CAGED? Pois saiba que se a sua empresa conta com mais de 20 funcionários contratados,...

Fechar