fbpx

Depois de inúmeras reuniões e negociações, finalmente você fechou uma venda! Mais do que causar uma boa impressão no cliente, agora você também precisa enviar uma boa proposta comercial. Afinal, você não quer que ele mude de ideia, não é mesmo? Para isso, além de uma boa apresentação, você precisará esclarecer os termos da prestação de serviços, prazos e valores. Também é fundamental deixar claro os seus diferenciais para que o cliente continue convencido de que fez um bom negócio. Se você finalmente conquistou aquele cliente tão desejado e agora precisa montar uma proposta comercial matadora, não se preocupe! Preparamos algumas dicas que podem fazer toda a diferença. Confira!

Depois de inúmeras reuniões e negociações, finalmente você fechou uma venda! Mais do que causar uma boa impressão no cliente, agora você também precisa enviar uma boa proposta comercial. Afinal, você não quer que ele mude de ideia, não é mesmo?

Para isso, além de uma boa apresentação, você precisará esclarecer os termos da prestação de serviços, prazos e valores. Também é fundamental deixar claro os seus diferenciais para que o cliente continue convencido de que fez um bom negócio.

Se você finalmente conquistou aquele cliente tão desejado e agora precisa montar uma proposta comercial matadora, não se preocupe! Preparamos algumas dicas que podem fazer toda a diferença. Confira!

O que é uma proposta comercial?

Antes de mais nada, vamos alinhar alguns conceitos, ok? Uma proposta comercial nada mais é do que um documento que explica em detalhes a prestação de serviços, o modo de execução, os prazos e os valores.

Ela serve para formalizar os detalhes que já foram tratados em reunião, eliminando dúvidas e questionamentos que possam surgir durante a prestação de serviços.

A proposta comercial é basicamente um pré-contrato, onde você ainda precisa convencer o cliente de alguns aspectos para que ele não mude de ideia, mas ao mesmo tempo, é como se você já praticamente estivesse com o negócio fechado, faltando apenas o pagamento ou o aceite para iniciar a execução dos serviços.

O que não pode faltar

Por se tratar de um documento formal, uma proposta comercial deve contar com algumas características. Nela, além de esclarecer sobre o que se trata o projeto, o empreendedor precisa deixar claro quais serão os serviços executados, qual o material realizado, como será feita a execução, quais os prazos e valores a serem investidos.

[Você é freelancer e quer mais dicas sobre como trabalhar na área? Saiba mais!]

Uma proposta comercial tecnicamente equivale à um pré-contrato, ou seja, embora o cliente já tenha demonstrado o interesse na contratação, ele ainda não deu o aceite para que você inicie os serviços. Isso significa que, na proposta comercial, você ainda deve se preocupar em conquistar o cliente afinal, até o aceite, ele ainda poderá mudar de ideia.

Para fazer com que o cliente feche de fato o negócio, alguns detalhes são fundamentais, como veremos…

Capa e layout

Como explicamos, no momento em que a empresa envia uma proposta comercial ao potencial cliente, ela ainda não fechou completamente o negócio, por isso é essencial manter uma boa impressão. Assim, a apresentação e o layout de uma proposta comercial não são apenas um detalhe.

Antes de enviar a proposta ao potencial cliente, invista em um bom layout, com uma capa personalizada e o logo da empresa.

Índice e organização

Outro ponto essencial é facilitar a leitura do cliente, organizando sua proposta através de um índice e da numeração de páginas. Lembre-se que a proposta comercial deve ser um material robusto sim, porém, de fácil leitura. Isto é, o potencial cliente deve encontrar facilmente todas as informações que precisa.

Introdução

Toda boa proposta comercial começa com uma introdução, onde você deve explicar em linhas gerais do que se trata o projeto e, a partir disso, explicar qual será a prestação de serviços a ser executada. Nesse item da proposta, você também deve abordar de forma rápida e simples quais são os diferenciais dos seus serviços.

Lembre-se que não é preciso exagerar nos adjetivos, nem muito menos enaltecer exageradamente a sua empresa. Busque apenas enfocar as qualidades dos seus serviços que podem atender melhor o cliente, destacando você da sua concorrência.

Escopo

No escopo da proposta você deve incluir de forma clara quais serão os serviços prestados, qual o cronograma da execução, quais serão os materiais necessários, quem será responsável pela aquisição deles, entre outros detalhes.

Antes de enviar a proposta ao cliente, é essencial estudar com calma o cronograma. Afinal, depois de formalizada as datas você se compromete com a entrega e falhas podem gerar conflitos e até a rescisão da contratação. Por isso, esteja atento aos prazos que você se compromete para depois não faltar com o cliente.

Valores

Por fim, você deve especificar os valores dos serviços. O ideal é que você tenha uma métrica para valorar, que pode ser o trabalho em si, ou mesmo horas de execução. Mostre ao seu cliente que você sabe o que cobra e porque cobra. Isso o deixará mais seguro e evitará desgastes com pedidos de descontos.

Confidencialidade

É essencial que a sua proposta comercial não seja usada contra você. Em outras palavras, você deve proibir que valores e serviços sejam divulgados para terceiros sem a sua autorização. Para isso, inclua sempre no final da proposta uma cláusula de confidencialidade, impedindo que o seu potencial cliente divulgue serviços e, principalmente, valores à terceiros.

Proposta comercial e dicas de negociação

No Brasil temos uma cultura de pessoalidade e credibilidade nos negócios. Por isso, faz muita diferença o contato pessoal antes do envio de uma proposta. Se você não possui com uma equipe de atendimento ou possui um tempo escasso para se deslocar até reuniões, utilizar aplicativos de vídeo conferências podem ser uma ótima estratégia.

Parece um pequeno detalhe, mas muitas vezes um bate papo informal é definitivo para que o negócio feche. Por isso fique atento! Para propostas comerciais cujo valor é considerado, uma reunião ou conversa prévia são praticamente fundamentais para que o negócio prospere.

Outra dica importante, principalmente para empreendedores que estão em uma fase mais agressiva de prospecção, é evitar o famoso “recorte e cole” de propostas comerciais. Cada proposta deve ser tratada como única, assim como cada cliente. Muitos clientes já percebem técnicas ostensivas de prospecção e acabam evitando esse tipo de negócio.

Todo cliente gosta de se sentir único e se você o trata assim desde o primeiro momento, as chances não só de fechar o negócio, como também de fidelizar esse cliente, são enormes! Trata-se de um esforço que traz bons frutos para a sua empresa.  Portanto, invista energia!

Uma proposta comercial é o documento que liga a expectativa a realidade de uma venda, por isso, não trate esse documento como um detalhe. Comece impressionando e fidelizando seu cliente desde o início.

Gostou dessas dicas? Então, agora que você já sabe o que não pode faltar em uma proposta comercial, confira também o passo a passo para emitir uma nota fiscal! Clique aqui e saiba mais!

Comentários