fbpx

Esta é provavelmente a dúvida mais comum entre os novos empreendedores: “precisa de contador para abrir uma empresa?”. A resposta, no entanto, não é tão simples quanto a pergunta. Existe uma série de fatores a serem considerados antes de respondê-la. É sobre isso que vamos falar neste artigo. Então, continue lendo para tirar todas as suas dúvidas!

Esta é provavelmente a dúvida mais comum entre os novos empreendedores: “precisa de contador para abrir uma empresa?”.

A resposta, no entanto, não é tão simples quanto a pergunta. Existe uma série de fatores a serem considerados antes de respondê-la.

Isso porque, embora não exista uma exigência legal, contar com o auxílio de um profissional da área contábil na hora de abrir uma empresa pode fazer toda a diferença.

Ainda que os processos estejam mais simplificados, há sempre muita burocracia envolvida em trâmites desse tipo no Brasil. Trata-se de um ambiente altamente regulado, com influência total das normas e leis específicas.

Nesse contexto, o suporte de um profissional se torna essencial para evitar dores de cabeça.

Além de toda a “papelada” envolvida, que dificulta bastante o procedimento, é justamente no início que serão definidas questões básicas sobre o seu negócio – constituição societária, enquadramento tributário, vida financeira e modelo de gestão empresarial.

Nesse contexto, evitar erros pode ser determinante não apenas para os primeiros passos, mas também para o futuro da organização.

Portanto, mesmo que para a abertura em si não exista obrigação de um contador, é sempre indicado contar com essa orientação especializada. É sobre isso que vamos falar neste artigo. Então, continue lendo para tirar todas as suas dúvidas!

Quem precisa de contador para abrir uma empresa?

“Todas as empresas precisam de acompanhamento e contabilização da sua movimentação por um contador registrado”.

É esse o posicionamento oficial dos Conselhos Regionais de Contabilidade (CRCs), entidades que representam os interesses relativos à profissão e são responsáveis por fiscalizar os profissionais da área.

As empresas, porém, não precisam inevitavelmente contratar um contador para atuar dentro da organização.

É sempre possível contratar os serviços de um escritório contábil que, de forma terceirizada, presta os serviços necessários.

Auxiliar e orientar no trâmites de abertura de uma empresa também faz parte das atribuições do contador. Por isso, grande parte dos empresários contrata esse suporte desde o início, para começar com tudo em ordem e com o pé direito.

Abaixo explicamos melhor por que o empreendedor precisa de contador para abrir uma empresa se quiser que tudo saia conforme o planejado e que erros que prejudiquem os negócios sejam evitados.

Descubra o que acontece com sua empresa se você ficar sem um contador

MEI e Simples Nacional

A regulamentação do MEI (Microempreendedor Individual) permitiu a formalização de muitos brasileiros e brasileiras.

A longa lista de atividades que se encaixam na modalidade e a facilidade de realizar o cadastro estimulou muita gente a se formalizar.

Porém, embora o procedimento seja simples e o CNPJ saia na hora, alguns pontos do processo de abertura do MEI podem não ser tão claros. O suporte profissional sempre é útil e evita dúvidas e equívocos.

No mais, de acordo com o Portal do Empreendedor, o Microempreendedor Individual está dispensado de contabilidade. Como exceção – e diferentemente das empresas Simples Nacional – ele não precisa de escrituração, ou seja, os livros contábeis não são necessários.

O MEI tem, contudo, a obrigação de apresentar a Declaração Anual do Simples Nacional (DASN-SIMEI). Ele também deve guardar notas de compras de mercadoria, documentos relacionados à contratação de funcionário e canhotos de segundas vias de notas fiscais emitidas.

Tudo isso pode ser feito de forma mais adequada com o suporte de um profissional.

Empresas enquadradas pelo Simples Nacional possuem uma manutenção contábil mais complexa do que o MEI e devem cumprir com várias obrigações, como a escrituração contábil.

Com relação à abertura, teoricamente, o empresário que deseja se inscrever no Simples também pode buscar orientação do Sebrae ou da Sala do Empreendedor da prefeitura do seu município.

No entanto, o risco de tomar todas as providências envolvidas no processo por conta própria é grande.

A lista de documentos a preencher para o Simples Nacional é longa: são cerca de 70 páginas de documentação.

Qualquer erro, sobretudo em relação às Juntas Comerciais, pode significar meses de atraso no processo de abertura. Melhor não arriscar e contratar um profissional experiente.

Por que as empresas devem contar com o suporte de um especialista

Depois de falar mais especificamente do MEI e do Simples, vamos falar de modo mais genérico das empresas pertencentes também a outros enquadramentos tributários.

Estão incluídas, portanto, também os casos de empreendimentos um pouco maiores, que possuem um procedimento de abertura e uma manutenção fiscal mais complexos.

Em geral, na maioria dos casos o empreendedor realmente precisa de um contador para abrir uma empresa, já que os trâmites costumam ser longos e complicados.

Com o apoio de um profissional desde o início da estruturação do negócio, o processo torna-se mais simples e mais rápido.

Os trâmites burocráticos da abertura de uma empresa envolvem a elaboração do contrato social, a definição do quadro societário, a determinação da participação dos sócios, da atividade e da administração da empresa.

A questão da classificação da atividade do negócio é de extrema importância. É esse o fator que determina quanto tributo será pago. Um contador ou consultor jurídico saberá indicar o caminho mais em conta para a sua empresa. 

A diferença pode ser, por exemplo, de 16,9% de tributos para 6% – ou seja, vale a pena fazer a escolha certa. Um especialista é, portanto, essencial no processo de abertura de uma empresa. 

Se você tem dúvidas quanto à escolha das atividades da sua empresa, regime tributário, contrato social ou outras questões, é altamente recomendável que você contrate uma consultoria para ajudá-lo.

Essa consultoria precede a abertura da empresa e trará um estudo mais detalhado sobre qual são as melhores opções para você, de forma a economizar em impostos e custos desnecessários.

Se você procura uma consultoria jurídica para ajudar na constituição da sua empresa, deixe seu contato!

O contador também será uma figura chave em vários aspectos do negócio. Questões financeiras, legais e trabalhistas são algumas das áreas com as quais ele se envolve diretamente.

Por isso, é importante que você escolha um bom contador, já que erros contábeis, fiscais ou previdenciários podem custar muito caro à sua empresa.

Dessa forma, o contador garante o cumprimento de todas as obrigações, do recolhimento de impostos, dos registros, das entrega dos livros, da contabilidade de custos, do cálculo das obrigações trabalhistas e de todos os encargos.

Se você gostaria de saber mais sobre como abrir uma empresa, receba mais informações por aqui!

Comentários