fbpx

E-social para empresas: Depois de anos trabalhando nas mudanças relativas às obrigações trabalhistas e adequações das entregas do eSocial, o Governo anuncia, repentinamente, a substituição do programa por dois novos mecanismos, vinculados à Receita Federal e ao Ministério do Trabalho.

Essa é uma das medidas sinalizadas pela MP 881 que estabelece, na verdade, a simplificação de processos fiscais e trabalhistas, em prol de maior liberdade e progresso econômico. A medida foi aprovada em 20 de setembro de 2019 e convertida na lei de n.º 13874, deixando claro que a extinção do eSocial não é mais uma mera especulação.

Cabe agora aos escritórios de contabilidade se prepararem paras as modificações e continuarem o bom atendimento e suporte a seus clientes. Continue a leitura e comece agora mesmo!

Afinal, o que acontecerá com o eSocial?

Conforme o artigo n.º 16 da nova lei de liberdade econômica, o eSocial será substituído, em nível federal, por um sistema simplificado de escrituração digital de obrigações previdenciárias, trabalhistas e fiscais. As mudanças entram em vigor a partir de janeiro de 2020.

No entanto, o portal eSocial continua em vigor até essa data e o envio das tabelas e eventos está valendo. Algumas modificações relativas à extinção de campos e cadastros já aconteceram. É preciso também seguir com o prazo de implantação das obrigatoriedades, conforme o cronograma eSocial publicado em julho de 2019.

Pensando no alto investimento com tecnologia e capacitação, realizado por empresas de todos os portes e suas respectivas contabilidades, o Governo decidiu permanecer com o mesmo sistema de envio dos arquivos, via Web Service, e os códigos de envio dos principais eventos.

Quais serão as vantagens da alteração do sistema?

Seja você empresário do ramo contábil ou de outros setores — favorável ou não à decisão de término do eSocial — seu negócio será seriamente impactado pelas mudanças na entrega das obrigações trabalhistas. De nossa parte, acreditamos que essas alterações serão muito positivas. Confira o porquê.

Para a contabilidade

Os escritórios contábeis investiram alto na capacitação de seus profissionais e na implementação de softwares para atender a alta demanda de entregas simultâneas de eventos. Foi necessário também um trabalho de educação, capacitação e parceria com o departamento pessoal das empresas-clientes.

Apesar de parecer um pouco frustrante deixar o projeto após tantos esforços, perceba que a sua operação e rotinas ficaram mais robustas e otimizadas, prontas para qualquer desafio. Afinal, quem se organizou para a entrega do bloco K, pode fazer o impossível acontecer.

Para as empresas 

Entenda que a simplificação de etapas não significa o descuido no envio das obrigações ao Governo. Contudo, a eliminação de dados repetidos e de pontos complexos tende a reduzir os erros e a exposição do negócio às penalizações. Quem está enquadrado na categoria de MEI, Simples Nacional ou empregador doméstico pode continuar enviando os eventos no ambiente web simplificado.

Para o trabalhador

A maior novidade para os empregados do setor privado é a adesão à Carteira de Trabalho Digital, que foi implementada pelo novo sistema. Os dados do trabalhador também migraram da nova plataforma para o INSS, o que promete facilitar a concessão de benefícios previdenciários e Seguro Desemprego.

 

Como as contabilidades podem lidar com a transição?

Então, será que o fim do eSocial vai prejudicar os negócios e a aquisição de novas contas-clientes dos escritórios contábeis? Apesar de reduzir as rotinas e envio de obrigações acessórias, as modificações não reduzem a necessidade de prestar contas e a aplicação de multas, e as empresas sabem disso.

Contudo, é possível que aconteça uma redução na adesão de pequenos negócios aos serviços contábeis ou a migração para sistemas mais enxutos, como a contabilidade online. Por isso, nossa recomendação é que você faça algumas mudanças estratégicas no negócio. Confira algumas sugestões.

Construa sua presença digital

O avanço da internet migrou parte do mundo dos negócios para o universo online. Logo, não construir uma imagem e relevância nesse meio pode significar a perda de novos negócios, o que não deve acontecer em tempos de simplificação das entregas contábeis.

Portanto, comece a construção do seu site institucional, invista em plataformas de serviços e relacionamento com clientes. Monte também o perfil do seu escritório nas principais redes sociais.

Invista na qualidade do atendimento aos clientes

O atendimento online e presencial é um diferencial útil e competitivo para a maioria das empresas e não seria diferente dentro das contabilidades. Por isso, fortaleça o relacionamento com os clientes já existentes, estude a criação de novos serviços, ofereça suporte completo e acompanhamento nas estratégias fiscais, tributárias e até mesmo financeiras do seu público.

Alguns contadores têm adotado uma postura reativa quanto ao término do eSocial e a nova lei de liberdade econômica, imaginando que as mudanças reduzirão as demandas e procura pelos serviços contábeis. Contudo, um olhar mais analítico indica que a desburocratização pode imprimir eficiência ao setor e possibilitará um relacionamento mais próximo e qualificado com os clientes.

Se deseja acompanhar outras novidades do setor e obter dicas sobre empreendedorismo contábil, siga nosso Facebook, Twitter e Linkedin e não perca nenhuma de nossas atualizações. 

Comentários

Leia mais:
Marketing Digital
Marketing digital para contabilidade: como criar uma estratégia

Você atende seus clientes pelo Skype ou usando o Google Hangouts. Vira e mexe, tira alguma dúvida pelo WhatsApp. E,...

Fechar